Contato: ernestosaothiago@hotmail.com

Contato: ernestosaothiago@hotmail.com

terça-feira, 1 de setembro de 2015

C&VB de Maceió na luta pelos cruzeiros


Dada a evidente (e imensa) importância dos cruzeiros para a cadeia produtiva local do Turismo, o trade de Florianópolis precisa agir com mais responsabilidade quanto a este modal turístico, cobrando providências à Prefeitura, que nada faz.

O Valor Mercado informa que, segundo o presidente do Maceió Convention & Visitors Bureau, Glênio Cedrim, o trabalho em parceria e as melhorias na recepção dos cruzeiristas facilitam a promoção do destino e devem favorecer o turismo internacional.

“Os cruzeiros atraem um público grande de turistas estrangeiros, o que deve fomentar o turismo internacional em Alagoas. A construção do trapiche é importante e deve fazer parte de um conjunto de ações, reunindo todos os atores do turismo e aproveitando o potencial do Estado para avançar no segmento. Paralelo a isso, temos evoluído nas ações de promoção, melhorias em estradas e vias rodoviárias ligadas ao litoral, e outros requisitos básicos para o desenvolvimento. Temos parcerias do setor público e privado e nosso trabalho está crescendo”, comemora Glênio Cedrim.

Leia mais:

Darci convida! Novas no João Paulo!


Vídeo distribuído pela Associação dos Pescadores do João Paulo:






sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Governo Federal avança sobre a propriedade privada em Florianópolis


O Governo Federal, através de método que vem recebendo duras críticas de renomados engenheiros, oceanógrafos, topógrafos e outros profissionais altamente especializados, avança sobre a propriedade privada, formalizando como "terreno de marinha" àreas que nunca tiveram e não tem tal enquadramento jurídico. São alodiais.

Trata-se de verdadeira grilagem oficial, ou expropriação, como queiram, travestida de estudo técnico, com o fim de "engordar" o patrimônio imobiliário da União, aumentar a areecadação com taxas, foros, laudêmios e exercer poder político sobre a orla.

Em breve, sairão notificações por edital comunicando a "boa nova", o que fere o direito de defesa, pois deve ser feita intimação pessoal. 

Seja como for, esta insanidade estatal (mais uma!) leva imensa intranquilidade a cerca de 30.000 famílias florianopolitanas que, agora, terão que gastar para provar que têm razão, contratando advogados e peritos na defesa do seu patrimônio.

Não se recomenda a defesa administrativa e sim, diretamente, o questionamento judicial da demarcação.

Procure um advogado especializado!

Mais informações:

ernesrosaothiago@hotmail.com

Matéria do jornal Notícias do Dia dá a dimensão do problema!




Novo terminal de cruzeiros em Londres


É a notícia da semana na indústria de cruzeiros!

Leia mais:

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Novo endereço profissional


-----------------------------------------
NOVO ENDEREÇO PROFISSIONAL

Informo novo endereço do meu escritório de advocacia:

Rua Rafael Bandeira 328, S7 Coworking, Centro, Florianópolis, SC (próximo ao Beira Mar Shopping). 

Agendamento de consultas: 

(48) 9949-9613 (#Whatsapp) ernestosaothiago@hotmail.com

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Novas linhas aquaviárias no Rio podem economizar R$11,2 bi


Matéria do Rio Negócios fez-nos refletir sobre a mobilidade urbana na Grande Florianópolis ao informar que estudo divulgado pelo Sistema Firjan apontou 14 novas ligações hidroviárias viáveis na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. As linhas – nos eixos da Baía de Guanabara e da Barra da Tijuca – têm potencial para absorver 272,4 mil viagens de passageiros por dia e para retirar 100,9 mil veículos das ruas. Isso representa redução potencial de 84,1 km na extensão diária dos congestionamentos e diminuição de R$ 11,2 bilhões no custo anual causado pelo tempo perdido no trânsito, em especial durante a distribuição de cargas e pela perda de produtividade dos trabalhadores.

Saiba mais: 

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Catarinense quer mais cruzeiros em Maceió


Enquanto o trade turístico catarinense tradicional nada faz pelo retorno dos cruzeiros marítimos a Florianópolis, Jeanine Pires está na linha de frente pelo desenvolvimento da indústria de cruzeiros em Maceió, como titular da Secretaria de Turismo de Alagoas, conforme matéria da Mercado & Eventos:

O Governo do Estado de Alagoas, em parceria com a Administração do Porto de Maceió, vai construir um trapiche para melhor acomodar os navios que chegam a costa maceioense, lotados de turistas no verão. De acordo com a secretária de Turismo do Estado, Jeanine Pires, a nova estrutura vai ficar pronta em dezembro deste ano.

"Ela vai melhorar o desembarque dos passageiros e dar mais comodidade ao turista que chega ao estado. Isso é fundamental, pois movimenta nossa economia, cria novas oportunidades para aqueles que vivem do turismo e dinamiza Maceió durante o verão", disse Jeanine Pires.

A iniciativa do governo empolgou a secretária que afirmou que esse nova estrutura vai possibilitar a criação de roteiros integrados na Região Nordeste. "Essa pauta já foi levantada junto à Clia Abremar e vamos aproveitar as melhorias realizadas nos portos de outros estados durante a Copa do Mundo", destacou.

Jeanine Pires confirmou ainda que já existe um projeto em curso para a construção do terminal de passageiros. Segundo ela, a Clia Abremar também participa do estudo. "É uma demanda muito antiga do setor turístico e do Porto de Maceió para que se faça algo que melhore a receptividade do visitante."

Fonte:

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Cruzeiros: teleférico ao invés de tenders!


Segundo o Cayman 27, a idéia inovadora foi proposta pelo Green Tech Group para as Ilhas Cayman, um paraíso do mergulho no Caribe.


Seria evitada a construção de um cais de cruzeiros junto à orla, cuja dragagem, segundo as escolas de mergulho, danificaria importante banco de corais, prejudicando a atividade.


A nova idéia aposenta também o vai e vem de tenders transportando turistas e elevando a turbidez da água com movimentação de lama do fundo, se a opção for o fundeio ao largo ao invés do cais junto a orla.


O conceito prevê duas unidades de cais acostável, mais distantes da orla, preservando os corais e permitindo a atracação de 4 navios em simultâneo


Segundo os idealizadores, o sistema,  nomeado Sky Bridge, poderia transportar
20.000 passageiros por ora.

Fonte: